Ensino Médio de qualidade: 6 fatores para ficar de olho e fazer a escolha certa

6 minutos para ler

É fato: um ensino médio de qualidade é fator imprescindível para quem está de olho em uma vaga nas universidades públicas e privadas de todo o país, assim como na formação de um futuro jovem transformador em nossa sociedade.

É costumeiro encontrar pais que reavaliam a escola do filho em busca de um ensino médio forte, capaz de transmitir os conteúdos exigidos nos vestibulares, e que transmitam também bons valores para a construção de um cidadão ético, bem informado e contextualizado com o mundo onde vivem.

Neste post, reunimos 7 fatores fundamentais para escolher e garantir um ensino médio de qualidade para seu filho. 

Veja quais são os principais fatores que você deve ficar de olho:

1) Uso de novas tecnologias com propósito pedagógico

Mais do que apenas ensinar o que cai em vestibular, o ensino médio também tem como missão formar cidadãos para o mundo, e auxiliá-los na descoberta de seus principais interesses. 

O uso de novas tecnologias não garante só novidades, elas também podem ser utilizadas para explorar os conteúdos “tradicionais”, tornando-os mais dinâmicos e atrativos para os jovens. 

Nunca podemos nos esquecer que a geração de estudantes de ensino médio dos dias de hoje já nasceu com um computador em casa.

Ou seja, tecnologia é rotina para eles. Nada mais inteligente para uma escola do que aproveitar essa característica da geração para transformar a forma de ensinar. 

2) Professores presentes e atualizados

Já percebeu que muitas faculdades colocam em suas propagandas que os professores são “mestres e doutores”? Isso ocorre por uma simples razão: aprender depende muito de quem está ensinando. 

Por essa razão, os pais devem tentar saber mais sobre o currículo dos professores, a qualidade de suas formações superiores e se há a presença de pós-graduações no CV. 

Nem toda escola vai apresentar o currículo completo dos professores, contudo, é possível analisar o corpo docente e buscar informações sobre eles no LinkedIn, Facebook, etc.

Dica: O nome da faculdade onde o profissional é formado não é fator fundamental para saber se ele é bom ou ruim. 

Nesse caso, tenta conversar com outros pais e até com alunos para descobrir o que eles acham dos professores da escola.

Um ensino médio de qualidade passa pela excelência na transmissão dos conteúdos, portanto, saiba que um bom corpo docente é meio caminho andado para que seu filho tenha um bom desempenho e aprendizado escolar nessa etapa de sua formação.

3) Infraestrutura e segurança

Um ambiente de trabalho ruim é capaz de impactar no desempenho dos empregados de uma empresa, certo? A mesma coisa acontece na escola. 

Lembre-se que ser estudante é uma profissão, portanto, quanto mais adequado for o ambiente, melhor será a performance.

Escolas com cadeiras desconfortáveis, salas de aula deficitárias em tecnologia, ambientes sem climatização adequada, falta de uma boa biblioteca e muitos outros fatores podem alterar a qualidade do estudo do seu filho, por isso, infraestrutura é fator fundamental.

Não deixe de visitar a escola e verificar de perto a qualidade dos ambientes e a segurança do local. 

caminhos educacionaisPowered by Rock Convert

Mesmo que os alunos do ensino médio não sejam mais crianças, eles precisam de parâmetros mínimos de segurança, tanto internos quanto externos. 

4) Atividades extracurriculares

Como dissemos no início deste conteúdo, nem só das matérias tradicionais e conhecimentos básicos vive um ensino médio de qualidade.

O conhecimento ganha força quando há o reforço de boas atividades extracurriculares.

Verifique quais são os projetos desenvolvidos pela escola e fique de olho nas oportunidades que ela cria para os alunos.

Algumas instituições de ensino possuem planos muito interessantes que envolvem visitas a museus, viagens a cidades históricas, visitações a diferentes ecossistemas, participação em projetos voluntários, etc.

Além disso, projetos que motivem o protagonismo juvenil são super eficientes para que seja construído um senso de colaboração entre os alunos em diversas áreas do conhecimento.

Todas essas atividades podem até gerar um gasto direto ou indireto na mensalidade, contudo, são oportunidades excelentes para enriquecer a bagagem cultural e intelectual dos jovens. 

5) Comprometimento com a cidadania dos jovens

Escolas de ensino médio de qualidade abordam temas importantes para a formação do cidadão, tais como:

  • o respeito às diferenças;
  • noções de comportamento político;
  • debates sobre a sexualidade;
  • educação financeira;
  • a violência causada pelo bullying;
  • estudos filosóficos e muito mais. 

Os estudantes de ensino médio estão em um momento de muitas transformações.

Eles estão deixando de ser adolescentes para se tornarem jovens adultos, e essas mudanças trazem novas responsabilidades

Essa responsabilidades precisam ser abordadas e discutidas com o grupo, é uma forma interessante para ampliar as noções dos alunos sobre assuntos que, muitas vezes, não são debatidos dentro de casa.

6) Material didático utilizado

Os livros e apostilas selecionados pela escola precisam ser atualizados e bem completos. 

Você pode pedir a lista de materiais para analisar por conta própria. 

No caso de escolas que seguem um sistema de ensino, vale a pena consultar a qualidade deste material, seja com buscas na internet ou conversando com pais e alunos que o utilizam.

A qualidade da absorção de conteúdos não depende apenas do livro, afinal, a dedicação do aluno diz muito sobre sua formação, porém, bons livros tornam o aprendizado mais simples, prático e completo. 

Ensino médio de qualidade: uma etapa importante na formação do seu filho

Esse são alguns dos fatores que consideramos imprescindíveis para a escolha de um ensino médio de qualidade.

A formação de seu filho não depende só da escola, ela é resultado da sinergia entre pais, alunos, professores e instituição de ensino, porém, se a instituição de ensino não cumpre seu papel, toda essa cadeia fica comprometida.

Escolher uma boa escola não é um bicho de sete cabeças, mas exige pesquisa e dedicação dos pais para que a melhor decisão seja tomada.

Posts relacionados

Deixe um comentário